Pesquise aqui

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Elo perdido

O meu segredo maior
Não sei onde guardei,
Acho que se perdeu no tempo,
Ou o joguei meio ao relento.
Ou será que fugiu?
Tenho certeza que não.
Lembro-me agora que,
Em meio ao relento ficou
Parecia ser eterno,
E por apenas parecer eterno se expirou.
Rolou por uma correnteza
E agora não mais segredo
Pois, o chamo de perdido: o AMOR.


Najara Alves_Irecê-BA, 31/07/2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário