Pesquise aqui

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Lágrimas ocultas



"(...)Fico pensativa , olhando o vago... Toma a brandura plácida dum lago. O meu rosto de monja de marfim... E as lágrimas que choro, branca e calma, Ninguém as vê brotar dentro da alma! Ninguém as vê cair dentro de mim!" 
                                                                      FLORBELA ESPANCA

Nenhum comentário:

Postar um comentário