Pesquise aqui

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Eu: Amor de mim mesma



Estou em um relacionamento há 23 anos comigo mesma e não vou deixar mais que a falta ou a existência de um segundo relacionamento com qualquer outra pessoa venha a atrapalhar a minha completa e desinibida paixão que devo ter por mim!

Não vou mais deixar de falar o que penso com medo de magoar quem quer que seja; com medo de que não me entenda ou pior, que me entenda e use isso contra mim mesmo. Se eu deixar de falar, estarei consentindo com pensamentos e palavras algumas vezes injustas e irresponsáveis com meu bem estar!

Não vou mais viver à espera de alguém para ser feliz. Vou ser feliz agora e vou viver tudo que tenho direito hoje, pois o passado não existe mais e o amanhã pode nem chegar. Engraçado saber que a única certeza absoluta da vida é o fim dela, a morte... Irônico não?

Nem sei qual a razão por dizer essas coisas, mas senti que cada manhã que chega é uma noite que se vai e várias oportunidades de ser feliz que se foram... Não é viver com medo ou apavorada com o futuro, nem sair ansiosa com os acontecimentos, é a paz de saber que por mais que eu queira, não consigo ser culpada por todos os erros cometidos e nem acusar a outrem por quaisquer que sejam. É saber que estou na chuva sim pra me molhar e se depender de mim ainda vou cantando: "i'm singing in the rain"...
Ao menos, é isso que pretendo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário