Pesquise aqui

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Moinho de ventos movidos.
O medo do mar é amar
E a maré é cheia.

Najhara Alves. Irecê-BA, 06/12/2008.

3 comentários:

  1. O pensamento de Najhara é profundo
    Ás vezes revolto como mar em tempestade

    VIDAMAR

    Eu tentei decifrar
    Os moinhos de ventos
    Que Najhara falou

    Ví que o vento sopra
    As ondas do mar
    Porem marolas
    Não tem como antes
    Nem mar de almirante

    Tempestade
    Ondas altas
    Maré cheia
    E o mar, amor,
    Não está pra peixe.

    {Romário}

    ResponderExcluir
  2. Não entendi! Por que o medo do mar seria amar? Por que o mar não pode ter nenhum amor? Por favor me explique!

    ResponderExcluir
  3. As alterações do nível das águas do mar causadas causada pela interferência gravitacional da Lua e do Sol..fazem com que o mar fique com um certo receio de amar gerando assim um medo imenso,mas isso não quer dizer que ele não possa amar,mas que apenas que o medo no seu interior prevalece fazendo com que ele evite sempre o amor,assim impedindo-o de amar.

    ResponderExcluir