Pesquise aqui

terça-feira, 29 de setembro de 2009




Ao ver o mar pela primeira vez
Meus olhos pareciam se iludir
Com o marulho daquelas águas
Eu quase me perdi.

Quis provar o sal e mergulhar
E tive a sensação que o fizera.
Ao longe via um horizonte
E queria alcançá-lo.

Despertei!

Pisava na areia daquele mar
Sentia a água salgada nos meus lábios
E então percebi
Que ali eu havia de fato mergulhado

Embora, me encontrasse perdida
Naquele emaranhado.

Najhara Alves. Irecê-BA, 26/10/2001.


Um comentário:

  1. É ASSIM

    Gosto do que escreve
    Menina de Irecê
    Deu até pra ver
    O fascínio que o mar
    Causou em você

    A vida é assim
    Por quantos
    Mares navegamos
    Quantos provamos
    E por quantos
    Nos perdemos

    De fato mesmo
    No desconhecido
    Devemos mergulhar
    Lembrando que
    O emaranhado
    São os obstáculos
    Que enriquece
    Nosso aprendizado.

    ResponderExcluir